fbpx

Giorgio Petrosyan perdeu? Arbitragem esportiva e a qualidade de um evento

No dia 17 de maio, uma sexta-feira, o mundo inteiro estava de olho em uma transmissão ao vivo. O evento Enter The Dragon, organizado pelo One Championship, acontecia em Singapura. Ele reuniu muitos dos grandes nomes do kickboxing em um único GP que trouxe surpresas, vitórias e derrotas. Mas poucas foram tão marcantes quanto a de Giorgio Petrosyan.

O italiano era um dos preferidos para conseguir o prêmio de U$1 milhão na final do GP. Petrosyan já foi duas vezes campeão do K1 e tem diversos outros títulos. Seu oponente era mais jovem e inexperiente e surpreendeu derrotando Petrosyan por decisão dividida dos árbitros.

Nesse momento, uma questão surgiu na internet. Grupos do Facebook e comentários do Youtube perguntavam: será que os árbitros estavam errados? Vimos nessa controvérsia a oportunidade de chamar a atenção para a arbitragem esportiva. Por isso, resolvemos trazê-la para o spotlight entre o público da LNKF.

Hoje a discussão é simples: como o caso recente do One Championship nos mostra a importância de uma arbitragem esportiva bem organizada e que lições podemos tirar desse acontecimento para nossas equipes e eventos.

A controvérsia de arbitragem esportiva no caso Petrosyan

Quem aproveitou a transmissão ao vivo do One Championship para ver a luta de Giorgio Petrosyan contra Petchmorrakot talvez tenha percebido uma onda de comentários no momento da decisão da arbitragem. Alguns alegavam que o lutador tailandês era vencedor sem qualquer dúvida. Outros, contudo, questionavam se a vitória não era de Petrosyan.

O resultado já sabemos, a vitória oficial foi de Petchmorrakot, mas as questões não pararam. O reboliço a respeito da luta foi tão grande que os próprios organizadores do evento se pronunciaram. Chatri Sityodtong, CEO do One, mencionou em uma entrevista que na sua opinião a vitória era do lutador italiano.

No entanto, ele reforçou que a decisão da arbitragem deveria permanecer. O CEO ainda afirmou que a arbitragem esportiva do One utiliza alguns dos melhores profissionais do mercado. Apesar da controvérsia, o evento se apoia na qualidade de sua arbitragem para manter a confiança do público em seus resultados.

E o que a LNKF tem a ver com isso?

A arbitragem esportiva da LNKF

A Liga Nacional de Kung Fu é responsável por organizar o Campeonato Brasileiro de Kung Fu. Esse é um campeonato amador com atletas de taolus e esportes de combate de várias regiões do país.

Apesar de trabalharmos com atletas amadores, temos a mesma responsabilidade que os árbitros do One Championship. Devemos garantir resultados confiáveis para nossos atletas, mantendo sua motivação para voltar sempre melhores.

Nossa equipe de arbitragem passa por cursos para conseguir tomar decisões mais assertivas. Por isso, sempre incentivamos que os árbitros renovem seus cursos e trabalhem com frequência em eventos. A experiência traz mais confiança e habilidade para julgar resultados objetivamente.

Qualquer um que já arbitrou pode compreender a dificuldade de dar o veredito numa luta como a que mencionamos nesse artigo. Dois atletas extremamente preparados, cada um com suas forças e habilidades e com pontuação bastante próxima pode confundir qualquer um. Não é de se espantar que os árbitros do One tiveram uma decisão dividida.

Por isso, damos tanta ênfase na arbitragem para nossos filiados. Ligas filiadas sempre promovem cursos para melhorar a qualidade da arbitragem e profissionalizar o circuito de competições amador. Inclusive, tratamos o curso de arbitragem como uma obrigatoriedade para qualquer um que deseje se formar como professor faixa preta em nossa graduação oficial de Sanda.

Por que a graduação oficial de sanda da LNKF exige arbitragem?

A arbitragem esportiva fez toda a diferença nos resultados das lutas do One Championship do dia 17 de maio. Aqui na LNKF, consideramos que o árbitro é um dos pontos essenciais na qualidade de um evento esportivo, seja ele amador ou profissional.

Além disso, um professor com curso de arbitragem consegue compreender melhor todas as etapas de eventos esportivos e organizá-los em menor escala para sua equipe ou cidade. Professores de Sanda faixa preta da LNKF precisam ter curso de arbitragem para darem melhor suporte a seus alunos, compreenderem o mercado e conseguirem melhores oportunidades.

Ter um certificado de arbitragem e trabalhar em eventos oficiais de uma organização como a LNKF dá maior respaldo e reconhecimento ao professor. É mais uma das formas que encontramos de transformar a graduação oficial de Sanda da LNKF em uma ferramenta para construção de negócios.

Não queremos professores que são somente excelentes técnicos. Um de nossos principais objetivos é desenvolver um mercado onde professores de Sanda e Kung-Fu gerem um negócio sustentável. Tudo isso começa pela arbitragem e continua através da graduação.

Se desejamos que o mercado continue a crescer e ganhe mais reconhecimento, precisamos formar árbitros. Mesmo um grande evento como o One Championship depende diretamente de seus profissionais para garantir sua credibilidade, então nós não podemos deixar de investir neles.

Interessado na arbitragem da LNKF?

Então inscreva-se na lista de espera para os próximos cursos de arbitragem! Logo entraremos em contato com mais informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *